DESTAQUES

Novo sistema do Detran/RS é lançado em evento voltado aos CRVAs

O Detran Digital Integrado (DDI), sistema que substituirá o Gerenciamento de Informações do Detran (GID), atualmente utilizado pelos Centros de Registro de Veículos Automotores (CRVAs), foi apresentado oficialmente no último sábado, no Evento CRVAs. Promovido pelo Sindicato dos Registradores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul (SINDIREGIS) em parceria com a Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Rio Grande do Sul (Arpen/RS) e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran/RS), o evento, realizado no Salão Nobre da Federação das Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul (Federasul), reuniu cerca de 300 pessoas, entre registradores públicos, coordenadores de CRVAs e identificadores veicular e documental.

Além do DDI, o evento serviu para que outras novidades, que pretendem revolucionar os serviços de registro de veículo no Estado, fossem apresentadas e também que os participantes fizessem questionamentos à autarquia. Logo no início, um número de WhatsApp foi disponibilizado para o encaminhamento de mensagens, respondidas ao final das apresentações. Estamos nos encaminhando para um mundo digital, não tem jeito”, destacou o presidente do SINDIREGIS, Calixto Wenzel, na abertura do evento. Aproveitou a oportunidade, ainda, para parabenizar o Detran/RS pelo trabalho que vem sendo realizado: “Quero aproveitar e dizer que muitas outras mudanças vêm por aí.”

Também na abertura recepcionou o público o presidente da Arpen/RS, Arioste Schnorr, que saudou o lançamento como uma conquista à classe.Este é um dia representativo para nós. Importante, em função do lançamento da nova plataforma. A gente briga por ela, em um bom sentido, há tempos, e é a bandeira que as entidades vêm levantando”, destacou.

DDI

O DDI busca melhorar os serviços prestados aos usuários e também fornecer maior autonomia para os credenciados resolverem problemas. Para o desenvolvimento da plataforma, a arquitetura do sistema foi reavaliada, buscando evitar a abertura de telas paralelas e agilizar ao máximo o processo. primeiro módulo do DDI deverá ser entregue em março, abarcando a transferência de veículos, que corresponde a 40% dos serviços realizados nos CRVAs.

O diretor-geral adjunto do Detran/RS, Marcelo Solleti, e o diretor técnico, Fábio Pinheiro dos Santos, destacaram, em seus discursos, a necessidade de se avançar ainda mais nos serviços digitais. Apontaram, neste sentido, o trabalho que vem sendo desenvolvido junto às entidades para melhorar a qualidade do serviço prestado ao cidadão. “Nos próximos dias, vocês já verão outras novidades em relação a isso, que a gente vai apresentar para vocês”, disse Solleti.

O diretor técnico destacou a construção em sido DDI, que ouviu também aqueles que atuam diretamente nos CRVAs. “É um produto nosso, porque desde a concepção do projeto a gente já fez ouvindo os CRVAs. Ouvindo e construindo com quem está lá na ponta, com quem sente as dores do cidadão”, pontuou. Segundo Fábio Pinheiro dos Santos, é importante que se compreenda que a plataforma não é um produto do Detran/RS e nem da Companhia de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs), e sim de todos.

Mais novidades

Novos serviços e funcionalidades do Projeto RS Digital, que permite a consulta da situação de perícias em veículos, a apresentação virtual de condutor nos casos de infração de trânsito e alerta para furto e roubo, foram alguns pontos tratados no evento. “A gente sabe que os serviços e a forma de prestá-los evoluem, assim como o cidadão e suas exigências evoluem ao decorrer do tempo”, destacou o chefe-substituto da divisão de Tecnologia da Informação (TI) do Detran/RS, Emerson Freitas.

O analista da coordenadoria de sistemas corporativos, Gabriel Rosa, apresentou, em seguida sete eixos de atuação do programa Detran Digital: serviços ao cidadão; infraestrutura; evolução dos sistemas; organização do trabalho; migração de sistemas; aplicativos móveis; interface, navegação e telas. Segundo o analista, a autarquia oferece uma tecnologia madura, que o mercado instituiu como próxima solução: “A boa notícia é que a previsão é de que, em 2020, todos os CRVAs estejam operando dessa forma e, a partir de dezembro, 50 CRVAs terão suas instalações”, disse.

Já a Diretoria Técnica (DT) e a Divisão de Registro de Veículos (DRV) apresentaram dados gerais, como a frota em circulação no Estado, a quantidade de processos abertos em CRVAs anualmente e os principais processos, as principais demandas da ouvidoria, o volume de demandas, os principais projetos para 2019 e 2020. Por fim, foi apresentado pelo Detran/RS o projeto “Dialogando – Coprodução de Soluções em Registro de Veículos”, que está levando os técnicos da autarquia ao interior do Estado para estabelecer uma relação de maior proximidade e fortalecer parcerias.

Apoio no Legislativo

O presidente da Frente Parlamentar da Justiça Notarial e Registral do Rio Grande do Sul, deputado estadual Elizandro Sabino, esteve presente no evento e parabenizou os realizadores. “Hoje venho, juntamente da minha esposa [Tanise Sabino], trazer a todos a nossa palavra de parabenização por esse momento especial, de lançamento da plataforma digital, e em nome da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, agradecer a todos vocês pelo empenho, pelo trabalho e por tudo que têm realizado.”

Patrocínio

O evento contou com o apoio e o patrocínio da Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Notários e Registradores (Coopnore), Overstep Computer Solutions, Comabe Digitalização e Gestão Documental e Vamos Parcelar.

Acesse aqui o álbum de fotos do evento.

Fonte: Assessoria de Comunicação do SINDIREGIS
Fotos: Fabrício Goulart/SINDIREGIS

FacebookTwitterGoogle+Pinterest