DESTAQUES

Clipping – Avaliados em quase R$ 775 mil, doze imóveis serão vendidos

A prefeitura de Venâncio Aires vai colocar à venda 12 imóveis que são do município. Destes, são três terrenos na cidade, mais especificamente no bairro Aviação, e nove escolas desativadas no interior.

O primeiro lote se refere a um terreno de 580,68 metros quadrados na rua Duque de Caxias, com valor de avaliação de R$ 77.7 mil. O lote 2 é de um terreno de 1.214 metros quadrados na rua Pedro Antônio Thomas da Silva. A avaliação do imóvel é de R$ 170 mil. E o terceiro terreno colocado à venda é de 1.331 metros quadrados na rua Cond’Eu. A avaliação deste lote é de R$ 142,7 mil.

No interior, nove escolas desativadas também fazem parte da concorrência pública. Uma é a estrutura e a área da Escola São José, de Linha Lucena. O local, de 2.420 metros quadrados conta com dois prédios. O lote é avaliado em R$ 115 mil. Outra área é a da Escola Alcides Vieira da Rosa, de Alto Paredão, com valor da área de R$ 47 mil. Já em Linha Marmeleiro, o espaço da Escola Jacob Becker, está avaliada em R$ 22 mil.

O lote 7 é do imóvel da Escola Getúlio Vargas, em Picada Mariante. A área de 759,45 metros quadrados conta com um prédio de 63 metros quadrados. O local está avaliado em R$ 55 mil. Outro imóvel que integra o processo do edital é o da Escola São João Batista La Salle, de Linha Leonor. A avaliação do local é de R$ 15 mil.

O lote 9 é referente a área de 1.449 metros quadrados contendo dois prédios. O local é avaliado em R$ 45 mil. Já a área de 1 mil metros quadrados da Escola São Salvador, de Linha Herval, e que conta com um prédio, está avaliada em R$ 15 mil. E, por fim, o lote 10 é de uma área de 722,80 metros quadrados, com um prédio de 200 metros quadrados da Escola Gabriel Mistral, de Linha Santa Emília. O valor é R$ 70 mil.

O encontro dos interessados ocorre no dia 16 de março, às 9h, no setor de Licitações da prefeitura. Para participar é preciso apresentar as propostas em dois envelopes diferentes. A compra dos terrenos poderá ser feita com pagamento em até 10 vezes.

Fonte: Jornal do Comércio

FacebookTwitterGoogle+Pinterest